A RADIOLOGIA NA FACULDADE DE MEDICINA DA UFRJ

Hilton A Koch 


O Ensino da Radiologia na Faculdade de Medicina teve início a 15 de julho de 1916 com o 1° Curso de Radiologia ministrado em 30 lições teórico-práticas pelo professor Roberto Duque Estrada, com material selecionado do Gabinete de Radiologia da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro. Além de estudantes de Medicina, inscreveram-se neste Curso, médicos, cirurgiões e clínicos, e teve repercussão nacional, alcançando vários anos de duração.

O Gabinete de Radiologia da Santa Casa da Misericórdia foi inaugurado em 13 de fevereiro de 1913, servindo também como o Serviço de Radiologia da Faculdade de Medicina. Em 1965 o Serviço passou a ser chefiado pelo Professor Nicola Casal Caminha.

Na 5ª Cadeira de Clínica Médica do Hospital Moncorvo Filho, Serviço do Prof. Luiz Capriglioni, o Dr. Emílio Amorim ensinava Radiologia a partir da década de 50. Com a transferência desta 5ª Cadeira de Clínica Médica sediada no Hospital Estadual Moncorvo Filho para o Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, o Curso de Radiologia passou a ser ministrado pelo professor Abércio Arantes Pereira, onde ficou consolidada a integração dos Cursos de Radiologia e de Clínica Médica. O ensino da Radiologia se desenvolvia "desde a Semiologia à Clínica Médica propriamente dita, nos seus diversos enfoques das principais patologias de órgãos e aparelhos", conforme escreveu o Professor Luiz Feijó. (Radiologia Brasileira, II (3)-111-4,1978).

No Hospital São Francisco de Assis, o ensino da Radiologia teve início com a instalação da 4ª Cadeira de Clínica Médica - Serviço do Professor Lopes Pontes, 1957, quando o Dr. Adalberto Hertal passou a ser o responsável pela Radiologia. Em 1960 o Professor Walter Vieira de Azevedo assumiu o ensino da Radiologia juntamente com o Dr. Max Agostinho Vianna do Amaral.

O Departamento de Radiologia foi instalado oficialmente no dia 23 de junho de 1972 no Gabinete do Diretor da Faculdade de Medicina da UFRJ, o Professor José de Paula Lopes Pontes, sendo eleito seu primeiro chefe o Professor Nicola Casal Caminha. Nesta mesma ocasião foi lida a Portaria n° 15 de 19 de junho de 1972 da FM-UFRJ removendo os professores de Radiologia do Departamento de Clínica Médica para o Departamento de Radiologia. Na 1ª Reunião do Corpo Deliberativo do Departamento de Radiologia foram escolhidos os primeiros responsáveis pelas Disciplinas do Departamento: Radiodiagnóstico: Professor Abércio Arantes Pereira; Medicina Nuclear: Professor José Clemente Magalhães Pinto e para Coordenador das Atividades Didáticas foi escolhido o Professor Walter Vieira de Azevedo.

Para Diretor Executivo do Curso de Pós-Graduação em Radiologia (Mestrado) foi escolhido o Professor Nicola Casal Caminha e Coordenadores Adjuntos Professores Abércio Arantes Pereira e Otacílio do Carmo Resende.

No final de 1974, após prestar Concurso Público, o Professor Nicola Caminha tornou-se o primeiro Professor Titular do Departamento, continuando na chefia do mesmo.

Em 1975 foi realizado o primeiro Concurso para Livre Docência do Departamento de Radiologia da Faculdade de Medicina, sendo aprovados os Professores Abércio Arantes Pereira, Fernando de Souza Penna, Otacílio do Carmo Resende, Waldemar Kischinhevsky, Walter Vieira de Azevedo, José Clemente Magalhães Pinto, Osolando Judice Machado e Lenine Fenelon Costa.

O 1° Concurso para Professor Assistente do Departamento de Radiologia foi realizado em julho de 1976, sendo aprovado e tendo assumido as funções no Departamento o Professor José Raimundo de Lima Pimentel.

A 1ª Tese de Mestrado em Radiologia foi defendida pelo Dr. Hilton Augusto Koch, em 28 de março de 1977.

A 1ª Reunião do Corpo Deliberativo do Departamento de Radiologia da Faculdade de Medicina da UFRJ, realizada no Hospital Universitário - Fundão, foi no dia 22 de maio de 1978, aonde continuam se realizando até nossos dias.

Em 12 de junho de 1978, em Reunião do Conselho Deliberativo, da Faculdade de Medicina foi aprovado que a disciplina de "Medicina Física" integraria o Departamento de Radiologia, passando a denominar-se "Departamento de Radiologia e Medicina Física" onde passou quatro anos, após voltando ao Departamento de Clínica Médica.
O Professor Manoel Camilo Abud substituiu o Professor Nicola Casal Caminha, primeiro Chefe do Departamento que em dezembro de 1980 teve que se afastar do Departamento devido a aposentadoria compulsória.

Em 05 de outubro de 1981, o Professor Abércio Arantes Pereira foi eleito Chefe do Departamento de Radiologia em substituição ao Professor Manoel Camilo Abud.

Com a vaga de Professor Titular de Radiodiagnóstico, foi aberto Concurso Público de Provas e Títulos, realizado em 1983. O Prof. Abércio Arantes Pereira concorreu e foi aprovado tornando-se o 2° Professor Titular de Radiodiagnóstico do Departamento de Radiologia.

Posteriormente foi destinada uma vaga de Professor Titular á Medicina Nuclear, que foi ocupada, após concurso de títulos e provas públicas, em setembro de 1987, pelo Professor José Clemente Magalhães Pinto, que veio a ser o 1° Professor Titular em Medicina Nuclear da Universidade Federal do Rio de Janeiro. O Professor Magalhães Pinto aposentou-se em 13 de maio de 1993.

Em 1995, com a aposentadoria compulsória do Prof. Abércio A. Pereira, em dezembro de 1994, houve abertura de vaga para Titular de Radiodiagnóstico. Concorreram os Professores Euderson Kang Tourinho e Hilton Augusto Koch, tendo sido indicado o Professor Hilton Augusto Koch, que tomou posse como o novo Professor Titular em 08 de janeiro de 1996.

A vaga da Medicina Nuclear foi ocupada, após concurso de títulos e provas públicas, pela Professora Léa Miriam Barbosa da Fonseca, que concorreu com a Professora Maria Expósito Penas, também do Departamento de Radiologia, isto em 1997.

O Curso de Pós-Graduação foi iniciado pelo Professor Nicola Casal Caminha em 1971, sendo o primeiro curso autorizado em 1973 e posteriormente reprogramado tendo em vista a não aprovação pelo Conselho Federal de Educação.

O Curso de Mestrado, inicialmente, funcionou na Santa Casa da Misericórdia, no Hospital Escola São Francisco de Assis, no Hospital Moncorvo Filho (Hospitais Escola da Faculdade de Medicina) e em Clínicas da Faculdade de Medicina. Em 1978, com o início do funcionamento do Hospital Universitário, o curso passou a ser ministrado neste, sendo Coordenador do Curso o Prof. Nicola Casal Caminha e Coordenadores Adjuntos: - Prof. Otacílio do Carmo Resende e Abércio Arantes Pereira. Assim funcionou até a aposentadoria do Prof. Nicola Caminha, quando passou a Coordenação ao Prof. Abércio Arantes Pereira, com a Coordenação Adjunta ao Prof. Otacílio do Carmo Resende (Radiodiagnóstico) e José Clemente Magalhães Pinto, (Medicina Nuclear).

Em 1984, com o Mestrado consolidado, foi organizado o programa para o Curso de Doutorado que aprovado pelo CEPEG abriu seu primeiro concurso em 1985. Já no final do ano de 1986 o Professor Rubens Souza de Araújo Pinheiro foi o 1° a defender sua tese de doutorado.

Em 1991, pela resolução CEPEG n° 04/90 foi possível o desrepresamento dos alunos que haviam concluído seus créditos mas que não haviam defendido suas teses. A defesa destas teses foram realizadas em 1992. Foram defendidas 14 teses de Mestrado e 6 teses de Doutorado.

Em 1995 houve uma completa reformulação do Curso, haja visto um novo acúmulo de alunos represados. Com o trabalho destacado do Professor Edson Marchiori foram revistos todos os projetos, dado prazos definitivos e houve uma nova atualização. Aqueles que não conseguiram cumprir o prazo estabelecido foram excluidos do Curso. Na avaliação pela CAPES, o Curso de Mestrado que estava em -B passou a A, sendo que o Doutorado manteve-se em B. Já na última avaliação (1998), sob a nova modalidade por pontuação, o Curso recebeu nota 4 (quatro), estando entre os melhores da Faculdade de Medicina.

Dos anos de 1996 a 1999, a Coordenação do Curso composta pelos Professores Hilton Augusto Koch (coordenador), Edson Marchiori e Maria Expósito Penas tem trabalhado pela qualidade das teses e dissertações, envolvendo-as em Linhas de Pesquisa. Com isto, foi possivel introduzir "Áreas Afins" à Radiologia, na área de concentração. Assim hoje, o Curso possui físicos, biólogos, analistas de sistemas, mastologistas, ginecologistas, oncologistas, dentro de uma mesma Linha de Pesquisa "Diagnóstico Mamário", com envolvimento de pesquisa nacional.



Os dados aqui apresentados foram retirados do livro de atas da Faculdade de Medicina e do Departamento de Radiologia, além da comunicação verbal de Professores citados.